Jucá tenta livrar Dilma de ser convocada pela oposição

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), encaminhou hoje à Mesa da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) dois requerimentos: um de convite e um de convocação da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, para que preste depoimento sobre as polêmicas envolvendo a Secretaria da Receita Federal e a Petrobras e também sobre a crise em torno do presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP). Jucá esclareceu que o objetivo dos governistas é o de votar ainda hoje os dois pedidos e rejeitá-los, para impedir que outras propostas de convite ou convocação da ministra possam ser novamente apresentadas pelos oposicionistas.

Agência Estado |

"Não vamos ficar aqui nessa história de gato e rato", disse Jucá, ao informar sobre a apresentação de seus dois requerimentos. Para rejeitar os dois pedidos, os aliados ao governo contam com o fato de disporem de maioria na CCJ. Ontem, a ex-secretária da Receita Lina Vieira prestou depoimento na comissão atendendo a um convite aprovado pelos oposicionistas em uma sessão à qual só estava presente um senador governista.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG