Jucá: depoimento de Lina não acrescentará nada à CPI

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou hoje que não vê necessidade de a CPI da Petrobras ouvir a ex-secretária da Receita Federal Lina Maria Vieira. Segundo ele, o depoimento de Lina não vai acrescentar nada às investigações, pois o comando da Receita, com o depoimento do secretário interino Otacílio Cartaxo, já prestou os esclarecimentos necessários sobre a operação contábil feita pela Petrobras.

Agência Estado |

Jucá afirmou que não houve "manobra" da estatal que, segundo ele, utilizou uma medida prevista na lei e sobre a qual há controvérsias dentro da própria Receita. "Não existe efetivamente disputa entre a Petrobras e a Receita e sim uma disputa interna, dentro da Receita", disse Jucá.

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR), por sua vez, reiterou a necessidade de a CPI ouvir a ex-secretária Lina Vieira. Segundo ele, há uma contradição dentro do governo que ainda não desenvolveu um entendimento sobre a ação contábil da Petrobras. "O governo precisa se decidir, dirimir esse impacto", disse Dias, lembrando que em 11 de maio a Receita se mostrou contrária à operação da estatal e, depois, mudou de posição. "Precisamos saber qual Receita que vale. Esse impasse precisa ser resolvido. Por isso, é importante ouvir a secretária da época (em que o assunto veio à tona)".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG