Jovens saem feridas de seqüestro em Santo André

As adolescentes que eram mantidas reféns por Lindembergue Alves deram entrada no Centro Hospitalar, no centro de Santo André, no ABC paulista. Nayara e Eloá, ambas de 15 anos, foram feridas.

Agência Estado |

A assessoria de imprensa da unidade não soube informar se o estado delas é grave e o que provocou os ferimentos.

As menores foram resgatadas no início da noite. Após uma explosão, policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) invadiram o apartamento do Conjunto Habitacional de Santo André, onde as duas eram mantidas reféns por Alves. O caso teve início na tarde de segunda. Inconformado com o fim do relacionamento com Eloá, Alves, de 22 anos, invadiu o imóvel.

Além da ex-namorada, estavam no apartamento Nayara e mais dois garotos. Os meninos foram libertados pouco depois da invasão. Alves autorizou a saída de Nayara no fim da noite de terça, mas, na manhã de quinta-feira, ela voltou ao cativeiro. O retorno teria sido permitido pela polícia como parte da estratégia de negociações.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG