Jovens com nível superior são maioria no Fórum Social

A maioria dos participantes das reuniões do Fórum Social Mundial é formada por jovens com elevado grau de escolaridade. Pesquisa por amostragem realizada entre as 150 mil pessoas presentes à mais recente edição mundial do evento, realizada no ano passado, em Belém, mostrou que 64% tinham até 34 anos de idade.

Agência Estado |

No campo da escolaridade, verificou-se que 81% possuíam diploma de curso superior ou estavam na faculdade.

Na opinião do sociólogo Cândido Grzybowski, que fez parte do grupo de fundadores do fórum e hoje tem assento no seu conselho mundial, o predomínio de pessoas jovens está ligado à temática e à forma de organização do evento. "Os jovens se identificam com a proposta de questionar e propor alternativas às estruturas que estão aí", diz. "Por outro lado, os eventos de organizam de forma horizontal: qualquer jovem pode se inscrever e participar, mesmo sem pertencer a nenhuma organização."

A predominância de jovens também sinaliza a presença de organizações que estão emergindo no cenário de militância contra o modelo neoliberal. Em Belém, dois movimentos internacionais voltados para a juventude pressionaram e conseguiram obter assento no conselho mundial. Neste ano os eventos são descentralizados. Estão previstas 27 ações, entre elas o fórum que começou hoje em Porto Alegre e o Salvador, que inicia na sexta-feira. Até o final do mês também devem acontecer reuniões na Espanha, na República Tcheca e em Benin. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG