Jovens acusados de matar jovem em ritual são absolvidos

OURO PRETO - Os quatro jovens acusados de matar uma jovem após um jogo de RPG na cidade mineira de Ouro Preto, em outubro de 2001, foram absolvidos no final da madrugada deste domingo, no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG).

Redação |

Depois de quase quatro dias de julgamento, os jovens foram absolvidos por não concorrerem, de qualquer forma, para a prática do crime, segundo entendimento dos jurados.

O julgamento teve início na última quarta-feira, dia 1º de julho e acabou neste domingo por volta das 05h15.

Como a decisão foi tomada em 1ª instância cabe recurso por parte da promotoria.

A promotora Luíza Helena Fonseca, que insistiu que nenhum dos acusados apresentou álibi no dia da morte da garota, ainda não disse se vai recorrer da decisão.

Histórico

O corpo da estudante A.S.S. foi encontrado na madrugada do dia 14 de outubro de 2001, no Cemitério da Igreja de Nossa Senhora das Mercês e Misericórdia, em Ouro Preto. Ela estava nua, postada de braços abertos e pés sobrepostos, apresentando 17 lesões por todo o corpo.

A polícia suspeita que ela foi morta após um ritual macabro do jogo de tabuleiro RPG.

Leia mais sobre: RPG

    Leia tudo sobre: assassinatojulgamentoréu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG