Jovens acusados de agredir doméstica serão transferidos para presídio

RIO DE JANEIRO - Os quatro jovens acusados de espancar e roubar a empregada doméstica Sirlei Dias de Carvalho Pinto, de 32 anos, no dia 23 de junho do ano passado, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, serão transferidos até esta sexta-feira, para um presídio estadual cujo nome ainda não foi informado pela polícia.

Redação |

A decisão partiu do juiz titular da 38ª Vara Criminal da Capital, Jorge Luiz Le Cocq D'Oliveira, responsável pelo caso. Por causa da apelação feita pelos acusados, antes mesmo de enviar o processo ao Tribunal de Justiça do Rio, o magistrado determinou que fossem cumpridas de imediato as sentenças dos rapazes.

AE

Rodrigo dos Santos Bassalo da Silva, Leonardo Pereira de Andrade, Rubens Pereira Arruda Bruno, e Julio Junqueira Ferreira, todos moradores de condomínios de classe média da Barra da Tijuca estão presos na Polinter, no bairro do Grajaú e aguardam transferência.

O advogado de Sirlei, Ricardo Mariz, informou que ela continua em tratamento fisioterápico e psicológico e está sem trabalhar, em decorrência das seqüelas deixadas pelas agressões sofridas. O braço direito dela continua inchado e com movimentos comprometidos. Tudo indica que ela deve ser submetida a uma cirurgia reparadora, pois o trabalho que realiza é essencialmente manual, informou.

Leia mais sobre: violência

    Leia tudo sobre: agressão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG