Jovem preso por roubo de dez reais consegue liberdade no STJ

BRASÍLIA - A mãe de um jovem morador de Boituva (SP) precisou recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para libertar o filho, preso há mais de quatro meses pelo suposto roubo de R$ 10. Ela afirma que o jovem sofre de dependência química e foi preso em flagrante, em março deste ano, no que teria sido uma briga entre conhecidos, todos usuários de drogas. Depois de ver frustrada a tentativa de liberdade no Tribunal de Justiça de São Paulo, a mãe apresentou o pedido de habeas-corpus ao STJ e foi atendida.

Redação |

O presidente do Tribunal, ministro Humberto Gomes de Barros, considerou a jurisprudência consolidada do Tribunal e do Supremo Tribunal Federal para permitir a liberdade provisória do jovem. Ele é primário, tem 20 anos e reside na comarca em que tramita o processo.

Gomes de Barros destacou que o suposto crime ¿ roubo de R$ 10 ¿ não chega a agredir drasticamente os valores sociais, quanto mais considerando a dependência química do jovem. Ele entendeu que a manutenção da prisão não foi fundamentada pelo tribunal, porque afirma genericamente que o preso ameaçaria a ordem pública.

O tribunal de São Paulo havia negado o pedido de liberdade por considerar que o reconhecimento da vítima e o depoimento dos policiais caracterizavam indícios da autoria do roubo, o que seria suficiente para a manutenção da prisão. Entendeu, ainda, que era preciso assegurar a ordem pública por se tratar de conduta delituosa que agride sobremaneira os valores cultuados pela sociedade.

Leia mais sobre: STJ

    Leia tudo sobre: stj

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG