Uma jovem de 20 anos foi morta acidentalmente na madrugada deste domingo durante perseguição policial no município de Porto Amazonas, região central do Paraná. Segundo policiais militares, o incidente começou às 4h10, quando uma equipe do Posto da Polícia Rodoviária de São Mateus do Sul foi acionada para realizar um bloqueio policial na rodovia PR 427, a fim de deter um veículo que teria furado bloqueios anteriores nas cidades paranaenses de Lapa e São Mateus do Sul.

Pelos relatos de policiais, o veículo onde estava Rafaele Ramos Lima, 20 anos, foi confundido com o de suspeitos que estavam fugindo da polícia. A jovem, atingida por um tiro na altura da cabeça, não resistiu aos ferimentos e faleceu no hospital. O outro ocupante do Gol, Diogo Soldi, que dirigia o veículo, foi encaminhado para um hospital em Curitiba.

A Polícia Militar do Paraná estava no encalço de um Celta ou um Palio preto que havia furado três bloqueios, disparado contra viaturas e seguido em alta velocidade pela contramão. Quando o veículo perseguido furou o bloqueio em Porto Amazonas, um outro carro apareceu e colidiu com uma viatura. Foi quando a polícia, pensando se tratar de mais um integrante de uma possível quadrilha, atirou contra o automóvel ocupado pelos jovens. "Só depois perceberam se tratar de um Gol preto, ocupado por casal que havia colidido acidentalmente com a viatura", afirma a polícia em nota.

Mais tarde, equipes encontraram o provável veículo foragido, um Fiat Palio abandonado com cigarros vindos do Paraguai em seu interior. A Polícia Militar do Paraná enviou comunicado para dizer que lamenta o ocorrido e solicitou acompanhamento direto do Ministério Público Estadual no procedimento administrativo que apura o que ocorreu quando policiais militares perseguiam um veículo suspeito na região. Os dois policiais envolvidos diretamente na ação estão recolhidos em Ponta Grossa. As armas foram apreendidas e enviadas para perícia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.