Jovem é assassinada a tiros na saída de academia em São Paulo

SÃO PAULO - A consultora Marina Sanches Garneiro, de 23 anos, foi assassinada com vários tiros em uma academia de ginástica no bairro da Lapa, zona oeste de São Paulo. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o crime ocorreu por volta das 21h50 de quarta-feira na recepção da Academia Oxigênio, na esquina das ruas Crasso e Guaicurus.

Redação com Agência Estado |

Acordo Ortográfico

A proprietária do estabelecimento, Maeby Guimarães, disse que a vítima já vinha sendo ameaçada há bastante tempo pelo ex-namorado, o motoboy Marcelo Travitzki Barbosa, de 29 anos. Por causa das ameaças, Marina já havia registrado quatro boletins de ocorrência.

AE
Fachada da academia em SP em que jovem foi morta por ex-namorado
Fachada da academia em SP em que jovem foi morta por ex-namorado

De acordo com a SSP, uma das testemunhas afirmou ainda que no dia anterior ao assassinato, Barbosa disse que a mataria. Ele teria ficado descontrolado ao vê-la com o atual parceiro.

Barbosa aproveitou o momento de pouco movimento, pouco antes de a academia fechar, para disparar seis tiros contra a consultora. Marina chegou a ser socorrida por policiais militares ao Hospital Sorocabano, mas não resistiu. 

O motoboy conseguiu fugir e o registro da ocorrência foi feito no 7º Distrito Policial.  

Veja reportagem em vídeo

Leia mais sobre: crime passional

    Leia tudo sobre: tiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG