SÃO PAULO - Um jovem de 20 anos morreu na madrugada deste domingo, no Pronto-Socorro do Hospital da Lapa, após ser encontrado caído e inconsciente no chão de uma festa da Faculdade Getúlio Vargas, no Espaço de Eventos Vila dos Ipês. Felipe Bulgarelli de Azevedo Sodré foi visto pela última vez conversando com uma amiga e, segundo seu pai, não tinha problemas de saúde. O jovem foi enterrado no Cemitério da Paz, em São Paulo, às 11h da manhã desta segunda-feira.

Acordo Ortográfico

Quando Felipe desapareceu, um amigo da vítima, de 23 anos, ligou para o celular do jovem. Um funcionário do clube atendeu e pediu a presença dele no ambulatório e informou a situação. Felipe chegou a ser encaminhado ao Hospital da Lapa, mas chegou sem vida.

A Polícia Militar soube da ocorrência e foi ao hospital. O boletim de ocorrência foi registrado e, de acordo com relatos do amigo, os dois beberam dois copos de vodka, mas não usaram drogas durante a festa. O corpo da vítima deve passar por exames toxicológicos, segundo a polícia.

O evento foi realizado no último dia 15 e, de acordo com a divulgação, era do tipo "open bar". Neste tipo de festa, os participantes pagam uma taxa fixa para entrar no local e podem consumir bebidas à vontade.

Organizadores da festa

A diretoria da Vila dos Ipês divulgou nota declarando que apenas alugou o espaço para que a festa fosse realizada. Segundo a nota, todas as exigências de segurança foram cumpridas e haviam duas ambulâncias no local, uma delas UTI, com equipe médica. Os responsáveis pelo espaço também se colocam a disposição para prestas esclarecimentos sobre o ocorrido.   

Investigação

O caso está sendo investigado no 91º Distrito Policial, da Vila Leopoldina. Segundo o delegado responsável, Manuel Adamus Neto, os depoimentos serão colhidos a partir desta terça-feira. Ele afirmou que os laudos do Instituto Médico Legal (IML) e do Instituto de Criminalística, com a perícia do local e o exame toxicológico são as peças mais importante da investigação. Os relatórios devem sair nos próximos 30 dias.  

O delegado pretende ouvir os responsáveis pela realização da festa, as equipes que prestaram socorro, familiares e os amigos que estavam com Felipe naquela noite.

Leia mais sobre: mortes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.