José Serra diz que ainda há risco de desabamento na Igreja Renascer

SÃO PAULO - O governador de São Paulo, José Serra, esteve na noite deste domingo no local do desabamento do teto da Igreja Renascer, na zona sul de São Paulo, e afirmou que ainda há risco de desabamento do prédio.

Redação com agências |


Serra esteve no local acompanhado de Gilberto Kassab, prefeito da cidade, mas não conseguiu entrar no prédio da igreja. "Um aparelho de ar condicionado caiu bem onde um bombeiro estava. Está muito perigoso", afirmou.

Nove pessoas morreram no desabamento do teto da Igreja Renascer, na zona sul de São Paulo, na noite deste domingo. Por medida de segurança, a Defesa Civil interditou três prédios vizinhos ao do templo.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, cerca de 600 pessoas estavam no prédio quando o teto do imóvel desabou. O prédio, uma antiga sala de cinema, tem capacidade para receber cerca de duas mil pessoas.


Teto da Igreja desabou nesta tarde em SP / AE

Mudanças no trânsito

A Avenida Lins de Vasconcelos, na zona sul de São Paulo, foi interditada no trecho compreendido entre a Rua Heitor Peixoto até a Rua Dom Duarte Leopoldo. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) montou um desvio e recomenda ao motorista que evite o local.

A assessoria da Renascer divulgou nota pedindo para que a população evite a região. A grande movimentação de carros e pessoas estaria atrapalhando os trabalhos de resgate às vítimas do desabamento do teto do templo.

Segundo testemunhas, fiéis estariam ajudando os policias militares a manter um cordão de isolamento no local, mantendo curiosos e jornalistas longe do acidente.

Leia mais sobre igreja Renascer

    Leia tudo sobre: igreja renascer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG