José Alencar vai aos EUA para tratamento experimental

O vice-presidente da República, José Alencar, viaja nesta noite para a cidade de Houston, no Texas, Estados Unidos, para se submeter a um tratamento experimental contra câncer no M.D.

Agência Estado |

Anderson Cancer Center, centro de excelência no tratamento da doença. A pedido de Alencar, seu oncologista, Paulo Hossi, vai acompanhá-lo no período em que permanecer na instituição, estimado entre uma semana e dez dias. Hossi já foi membro da Universidade do Texas e, por isso, insistiu para que Alencar se submetesse em Houston a um tratamento com medicação experimental, ainda sem nome e com efeitos colaterais leves.

"Se vocês me permitirem, eu vou pedir agora para as pessoas que rezam tanto por mim, e que tem dado certo, para que reforcem a reza. Estou indo para os Estados Unidos e é preciso que lá também eles (médicos) acertem como os daqui têm acertado", disse o vice-presidente ao deixar o Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista, na tarde de hoje. Ele chegou ao hospital pela manhã para fazer uma hidratação e avaliação de seu estado clínico. Segundo Hossi, Alencar precisa estar bem para fazer o tratamento experimental. "Eu não tenho nenhum sintoma. Mas o câncer está aí e tem de ser tratado", disse o vice-presidente.

Segundo Hossi, a instituição de Houston possui o que há de mais moderno em termos de medicação experimental contra o câncer. A expectativa é de que esses remédios tenham resultado melhor do que os tratamentos a que Alencar se submeteu até agora. Depois de uma cirurgia de cerca de 18 horas para retirada de tumores na região abdominal, no início deste ano, novos exames apontaram a existência de outros 18 tumores no local. "São drogas que atuam em alvo molecular. Ou seja, na causa do sarcoma em si, não na célula cancerosa, mas na que provocou a formação de tumor", explicou o médico, que descartou novas cirurgias e sessões de quimioterapia como forma de tratamento do vice-presidente.

Hossi admitiu, porém, que embora haja grande expectativa, não há qualquer garantia de que o tratamento dará certo. O vice-presidente confirmou aos jornalistas que se sentia bem. "Eu estou confiante", afirmou. "Eu já fiz todas as quimioterapias e o tumor resistiu. Fiz muitas operações, e o câncer voltou. Ele tem essa característica recorrente. É um tumor bravo, mas eu sou da roça e estou acostumado a montar em cavalo bravo", brincou Alencar.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG