Em 1997, o jornalista e antropólogo Eduardo Fenianos, de 38 anos, ganhou o apelido de urbenauta. Para ele, mais do que uma analogia ao astronauta, o título vem repleto de ironias; ao invés de viajar para o espaço, ele faz sua jornadas pelas ruas das cidades.

Em outubro, ele rodou quase 40 mil km em 185 dias. Dormiu cada noite em uma casa diferente e prepara para lançar um livro com as histórias que colheu.

Na realidade, Fenianos tornou-se urbenauta após conversar com um senhor que se vangloriava de conhecer o mundo inteiro, mas disse que não conhecia bem a cidade onde morava. Então, o jornalista teve a idéia de conhecer a cidade onde morava, Curitiba. Ele percorreu oito mil ruas e navegou por todos os rios da cidade. “Descobri que Curitiba, que se dizia correta e ecológica, tinha rios poluídos.” Mais ambicioso, Fenianos topou um novo desafio. Neste ano, ele decidiu percorrer de carro todas as capitais do País. Sua missão foi cumprida dia 26 de outubro. Além disso, entrevistou cinco mil pessoas, tirou mais de 60 mil fotografias e gravou 365 horas de vídeo. As informações são do Jornal da Tarde .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.