Jornalista retira processo contra produtores de filme de Tom Hanks

Toronto (Canadá), 19 set (EFE).- Um jornalista canadense que tinha aberto um processo contra os produtores do filme do ator americano Tom Hanks Jogos do Poder anunciou hoje que chegou a um acordo e que retirou sua queixa.

EFE |

Arthur Kent, de 55 anos, tinha processado a Universal Studios em abril deste ano por utilizar no filme imagens captadas pelo jornalista no Afeganistão em 1986 durante o conflito entre tropas soviéticas e grupos guerrilheiros apoiados pelos Estados Unidos.

Kent declarou, por meio de comunicado, que os detalhes do acordo obtido com a Universal Studios "são confidenciais".

Mas disse estar "muito satisfeito com os termos do acordo".

"Abri o processo apenas para conservar a proteção intelectual do meu trabalho, minha voz e meu arquivo, e para deixar claro que não apóio o relato de eventos históricos apresentado pelo filme".

O jornalista canadense começou a informar sobre o conflito afegão em 1980 e ganhou reconhecimento internacional em 1991 durante a primeira Guerra do Golfo, enquanto trabalhava para a rede de TV americana "NBC". EFE jcr/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG