Jornalista é sequestrado e assassinado no norte do México

O jornalista mexicano Eliseo Barrón foi encontrado morto nesta terça-feira depois de ter sido sequestrado por um comando armado em sua casa, no estado de Durango (norte).

AFP |

Segundo um funcionário da justiça local, o corpo "foi encontrado flutuando num canal da área agrícola do município de Gómez Palacio", apresentando pelo menos quatro marcas de bala.

Eliseo Barrón, de 36 anos, "foi capturado diante da mulher e das duas filhas, de três e de um ano. Ele trabalhava para os jornais Express e La Opinión, cobrindo há nove anos assuntos policiais.

O México tornou-se nos últimos anos um dos países mais perigosos para o exercício da profissão, em particular nas zonas do norte do país, onde têm maior influência os cartéis do narcotráfico, responsabilizados por mais de 7.300 assassinatos desde 2008.

Um total de 50 repórteres foram assassinados no país desde 2000 com pelo menos outros sete desaparecidos, segundo a Comissão Nacional dos Direitos Humanos do México (CNDH).

str-gbv/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG