Uma jornalista free-lancer e ex-miss americano-iraniana de 31 anos está presa no Irã há mais de um mês, informaram neste domingo meios de comunicação americanos.

A rádio pública NPR e o canal de TV Fox News informaram neste domingo que Roxana Saberi, nascida nos Estados Unidos, foi detida no fim de janeiro passado sob a acusação de ter comprado bebida alcoólica.

"Ela ligou de um lugar desconhecido e disse que estava presa", declarou seu pai, Reza Saberi, à rádio NPR, acrescentando que a jornalista estava então presa há dez dias.

"Ela disse que comprou uma garrafa de vinho, e que a pessoa que lhe vendeu a garrafa alertou imediatamente as autoridades. Os policiais vieram prendê-la logo em seguida", relatou o pai, afirmando que a bebida foi apenas um pretexto para deter sua filha.

Na Fox, o pai da jornalista explicou que quando ligou para sua filha, no dia 10 de fevereiro, ela lhe pediu para que não dissesse nada a ninguém sobre sua detenção, acreditando que seria libertada em dois ou três dias no máximo.

Roxana Saberi, ex-miss Dakota do Norte, nasceu nos Estados Unidos mas também tem a nacionalidade iraniana por seu pai, nascido no Irã.

Ela mora no Irã há seis anos, estudando e trabalhando como jornalista, segundo a NPR.

As autoridades iranianas lhe retiraram suas credenciais de jornalista há mais de um ano, mas toleravam que ela enviasse curtas matérias para o exterior, acrescentou a emissora.

Seu pai declarou que ela pretendia voltar aos Estados Unidos em meados deste ano.

mac/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.