Le Monde retoma greve contra demissões - Brasil - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Jornal francês Le Monde retoma greve contra demissões

O jornal francês Le Monde não chegou às ruas nesta quinta-feira, em conseqüência da greve de seu pessoal, a segunda da semana, em protesto contra um plano de reestruturação da direção, que significará o corte de pelo menos 25% dos jornalistas.

AFP |

Amanhã, sexta, está prevista uma reunião do comitê administrativo do jornal, que retomará as análises do plano de cortes de 129 vagas, por meio de demissões voluntárias e obrigatórias. Depois, haverá uma assembléia-geral dos funcionários.

O plano de redução de pessoal foi apresentado pelo presidente da direção do jornal, Eric Fottorino. Também estabelece a cessão de algumas revistas editadas pelo grupo, como a "Cahiers du Cinéma".

Na última segunda-feira, o jornal, com tiragem de 320.000 exemplares, que arrasta uma dívida de 150 milhões de euros e que registrou, em 2007, perdas de 20 milhões de euros, esteve ausente das bancas pela primeira vez por razões internas, desde sua fundação, em 1944.

Na quarta à tarde, os funcionários do "Le Monde" votaram, por ampla maioria, na suspensão do trabalho, e a organização intersindical solicitou, "formalmente, à direção, que revise o texto do projeto", levando-se em conta a votação "maciça" e "incontestável".

A exigência dos funcionários é que as demissões sejam apenas sobre uma base voluntária e que se deixe de lado a venda das revistas do grupo.

Em declarações à AFP, Fottorino disse que não abrirá mão do projeto, alegando que o jornal está em uma "situação econômica muito frágil".

feff/tt/sd

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG