O jornal L’Osservatore Romano, do Vaticano, elogiou na edição de terça-feira o desenho Os Simpsons, que acaba de completar 20 anos na TV, por seus questionamentos filosóficos e sua visão irreverente da religião. Intitulado As Virtudes de Aristóteles e o Donut de Homer, o artigo diz que a animação, baseada em textos inteligentes e realistas, abriu espaço para desenhos dirigidos ao público adulto.

Segundo o jornal, seria possível criar uma "teologia simpsoniana" a partir da frequência com que a religião aparece no desenho, como "um espelho da indiferença e das necessidades que o homem moderno sente em relação à fé". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.