Apesar da pouca idade, entre 16 e 20 anos, a postura dos irmãos Kevin, Joe e Nick Jonas é de uma verdadeira banda de rock and roll. Sim, eles capricham nos efeitos pirotécnicos, mas tudo acompanhado por solos de guitarra.

Por isso, os Jonas Brothers não podem ser rotulados apenas como mais uma boy-band, com coreografias ensaiadas - apesar de arriscarem alguns passos sincronizados enquanto cantam e tocam.

O que se verá amanhã no Rio de Janeiro e domingo, em São Paulo, no estádio do Morumbi, será pelo menos uma tentativa de se fazer um legítimo show de rock. Mas os irmãos Jonas não têm fãs apenas por causa do som. Eles lideram a turma dos novos roqueiros do bem, com uma postura que inclui anel de castidade e zero de álcool no sangue. Mais um fator que leva adolescentes a seguirem o trio, que surgiu há pouco tempo, mas já soma números impressionantes: 12 milhões de cópias de seus álbuns vendidas em todo o mundo e a expectativa de reunir mais de 50 mil pessoas no show do Morumbi.

Eles já cantaram com Elvis Costello, Stevie Wonder e abriram parte da turnê de Avril Lavigne na Europa. E, de quebra, na TV são as estrelas do Disney Channel, nos programas Camp Rock e J.O.N.A.S .

No Rio e em São Paulo, os shows serão abertos pela novata Banda Cine, que faz som baseado nos anos 60. A mesma, curiosamente, também abre para o McFly, outro sucesso teen que se apresenta na Via Funchal, nos dias 28 e 29. Além da Banda Cine, uma convidada especial, a texana Demi Lovato, cantora, compositora guitarrista e amiga de TV dos garotos (gravou Camp Rock com eles). "Entro no palco uma hora antes dos Jonas. Depois, é surpresa", disse a garota de 17 anos.

Enquanto se prepara para o lançamento do quarto disco 'Lines, Vines and Trying Times', a banda de apenas quatro anos de estrada estreia dia 29 o filme Jonas Brothers 3D: O Show - um clipão com trechos da última turnê Burning Up, que inclui bastidores da carreira. As informações são do Jornal da Tarde.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.