A polícia gaúcha investiga o desaparecimento do zagueiro do Grêmio Mário Figueira Fernandes, de 18 anos. De acordo com o delegado Bolívar Llantada, da Delegacia de Homicídios e Desaparecidos de Porto Alegre, o último contato da família com o atleta ocorreu na sexta-feira, 13.

Ele acredita que o jogador está vivo e descarta a hipótese de sequestro.

A polícia apurou que desde o desaparecimento foram feitos três saques bancários da conta do jogador no valor de R$ 600 cada. O primeiro ocorreu na sexta-feira, em Porto Alegre, outro no domingo em Londrina e, na segunda-feira, 16, ocorreu o último saque em Florianópolis.

De acordo com informações da família, o jovem teria sido visto com dois homens no dia em que desapareceu. O jogador chegou ao Grêmio há cerca de dez dias proveniente do São Caetano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.