de forma exemplar - Brasil - iG" /

Jobim: militares devem ser punidos de forma exemplar

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse hoje que os militares que soltaram rapazes detidos numa favela em um morro rival, no Rio de Janeiro, poderão até mesmo ser enquadrados como co-autores dos crimes, caso seja comprovado que as três mortes foram provocadas pela atitude inconseqüente e inadmissível. Jobim, depois de se reunir com o comandante do Exército, general Enzo Peri, em seu gabinete, repudiou a atitude dos militares e avisou que ela deve ser repreendida de forma exemplar.

Agência Estado |

"Isso deverá ter reação não só da sociedade, mas do Poder Judiciário, de forma radical, no sentido de coibir condutas dessa natureza, que importam a entrega de pessoas a facções inimigas", disse Jobim. Segundo ele, em depoimento, o tenente responsável pela guarda do local no morro da Providência afirmou que a atitude de soltar os rapazes no morro inimigo "foi uma decisão que tomou de vontade própria, independentemente da determinação do capitão Ferrari, que era o comandante daquele momento que determinou a liberação dos jovens".

O tenente teria decidido levar os rapazes ao Morro da Mineira para "dar um susto nos jovens". "Vejam o resultado da ação inconseqüente, inadmissível, e que deverá ser repreendida de forma exemplar", disse Jobim. O ministro classificou a atitude do tenente como "uma ação isolada" e evitou comentar se este episódio pode levar à saída da Força da Providência ou consolidar idéias de que as tropas federais não devem subir morro ou ter poder de polícia, como acontece hoje, no Haiti.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG