Jobim irá à CPI dizer que Abin tem aparelhos de escuta

BRASÍLIA - O ministro da Defesa, Nelson Jobim, reforçou nesta quinta-feira que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) possui aparelhos de interceptação telefônica. Na última segunda-feira, em reunião de Coordenação Política, Jobim teria dito ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva que a agência teria maletas capazes de fazer escutas telefônicas e, portanto, poderiam ter sido usadas para grampear telefonema do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes.

Carollina Andrade - Último Segundo/Santafé Idéias |

A Polícia Federal investiga a gravação de um diálogo de Mendes com o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) e tem, como uma das linhas de investigação, o monitoramento do telefone celular do presidente do STF.

Jobim disse ainda que irá comparecer a CPI dos Grampos, na Câmara dos Deputados, e falar tudo o que disse ao presidente Lula. Vou dizer no Congresso exatamente o que eu disse a Lula e que é de meu conhecimento. A Abin possui sim aparelhos de escutas telefônicas e varreduras, disse. A convocação foi aprovada nesta quarta-feira na CPI e a previsão é de que a audiência seja realizada na próxima quarta-feira.

O ministro evitou, porém, comentar sobre a possibilidade de o Exército também ter adquirido os aparelhos de escutas telefônicas junto com a Abin. Essa não é a questão. Eu desconheço essa questão, declarou.

Leia também:

Leia mais sobre: grampos telefônicos

    Leia tudo sobre: abinjobim

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG