Jobim: cabe ao Judiciário decidir sobre anistia

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse hoje que a anistia aos crimes cometidos durante o regime militar é uma questão do Poder Judiciário. Quem tem que decidir é o Poder Judiciário, disse Jobim, ao chegar à Câmara dos Deputados para participar da cerimônia de comemoração dos 20 anos da promulgação da Constituição Federal.

Agência Estado |

A polêmica sobre a Lei de Anistia voltou ao noticiário com a realização de seminário pelo Ministério da Justiça e Secretaria de Direitos Humanos, em julho. Ministros do governo Lula, como Tarso Genro (Justiça) e Paulo Vannuchi (Secretaria de Direitos Humanos), defendem que sejam julgados os militares por crime de tortura durante a ditadura.

Ao comentar o resultado das eleições presidenciais dos Estados Unidos, Jobim disse que a vitória do democrata Barack Obama foi importante. "A esperança é de que haja uma inflexão nos Estados Unidos", disse o ministro. Jobim ressaltou que é de se esperar que alguns rumos sejam alterados na política americana. "O processo democrático fica fortalecido com tudo isso", disse.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG