Jobim anuncia exoneração de general que criticou Comissão da Verdade

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, informou nesta quarta-feira que o general Maynard Marques de Santa Rosa será exonerado do cargo de chefe do Departamento Geral de Pessoal do Exército por ter assinado nota em que afirma que a Comissão da Verdade, criada pelo governo para apurar os crimes cometidos na ditadura, seria comandada por fanáticos.

iG São Paulo |

"Confiar a fanáticos a busca da verdade é o mesmo que entregar o galinheiro aos cuidados da raposa", afirmou o general em nota.

Segundo Jobim, o comandante do Exército, Enzo Martins Peri, confirmou o fato e sugeriu a exoneração do cargo, o que foi encaminhado ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Trata-se de correspondência pessoal do referido Oficial-general indevidamente propagada pela internet, sendo, portanto, uma opinião particular, afirmou o comandante.

Também nesta quarta-feira, a Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ) aprovou o requerimento de convocação da ministra da Casa Civil da Presidência da República, Dilma Rousseff, para dar explicações sobre o Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH) ao colegiado. Além da ministra, foram convidados o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, e o jurista Ives Gandra Martins. Saiba mais

*com informações da Agência Brasil e Agência Senado

Leia mais sobre: Dilma

    Leia tudo sobre: dilmajobim

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG