Joaquim Barbosa chega para julgamento da Lei de Imprensa

BRASÍLIA ¿ Uma semana após protagonizar uma briga com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, e se ausentar das sessões plenárias da Corte, o ministro Joaquim Barbosa chegou agora há pouco para o julgamento da ação ajuizada pelo PDT, que contesta a Lei de Imprensa (5.250/67). O julgamento que começou por volta das 14h35, havia sido interrompido no último dia primeiro após o voto do relator, ministro Carlos Ayres Britto.

Carollina Andrade |

Segundo informações da assessoria de Barbosa, a ausência dele nas sessões se deve ao fato do ministro ter precisado fazer exames de saúde. Barbosa tem problemas na coluna.

A briga

O mal-estar entre os ministros ocorreu durante a análise de dois processos na semana passada. Na ocasião, o ministro Gilmar Mendes criticou a posição de Joaquim Barbosa sobre um processo em discussão. Nervoso, Barbosa cobrou respeito do presidente e disse que ele não poderia lhe dar lição de moral pois está destruindo a Justiça brasileira.

Ao ser contestado por Gilmar Mendes, Joaquim Barbosa acusou o presidente de ter capangas no Mato Grosso. Ao final da sessão, nove ministros se reuniram no gabinete de Gilmar Mendes para debater sobre o caso e divulgaram uma nota à imprensa reafirmando a confiança no presidente da Corte.

No entanto, nesta manhã, Mendes, afirmou que a discussão com o ministro Joaquim Barbosa, está ultrapassada. É um caso ultrapassado. O tribunal já se pronunciou e está devidamente regulado, disciplinado. Não acredito que existam outras consequências além das que já se manifestaram, avaliou Gilmar, após um encontro com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Leia mais sobre: Lei de Imprensa

    Leia tudo sobre: lei de imprensa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG