João Henrique, do PMDB, deve se reeleger hoje em Salvador

SÃO PAULO - A disputa no segundo turno pela prefeitura de Salvador deve ser vencida pelo atual prefeito da cidade, João Henrique (PMDB), que contou com a ajuda declarada do ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, seu correligionário. O candidato aparece na ponta das pesquisas, com margem segura em relação ao petista Walter Pinheiro, que, por sua vez, é apoiado pelo governador Jaques Wagner, também do PT.

Valor Online |

De acordo com pesquisa do instituto Datafolha, João Henrique teria 55% das intenções de votos válidos neste segundo turno, contra 45% de Pinheiro. Com margem de erro de 2 pontos percentuais, o atual prefeito estaria isolado na liderança do pleito. A pesquisa foi realizada entre os dias 24 e 25 deste mês, com 1.794 eleitores.

Já em pesquisa realizada pelo Ibope na capital baiana nos mesmos dias, com 805 eleitores, João Henrique aparece com 56% de intenção de votos válidos, contra 44% de Pinheiro. A margem de erro nesse levantamento é de 3 pontos percentuais.

Independentemente de quem seja vencedor em Salvador, haverá uma mudança significativa na composição de poder político na cidade. Essa é a primeira eleição ocorrida após a morte do cacique político local e ícone nacional, Antônio Carlos Magalhães, que era filiado ao Democratas. Seu neto, ACM Neto (DEM), chegou a disputar a eleição à prefeitura local, mas foi derrotado. Após sua derrota, ACM Neto passou a apoiar João Henrique.

(Valor Online)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG