João Gilberto canta em SP em dois shows disputados

Os felizardos que conseguiram comprar os disputados ingressos - que se esgotaram em pouco mais de uma hora - ou ganhar convites para os shows de João Gilberto, hoje e amanhã, no Auditório Ibirapuera, em São Paulo, já sabem o que vão encontrar. E por isso mesmo não vêem a hora de fazê-lo.

Agência Estado |

É o João de sempre. Sempre estimulante, sempre elegante e econômico, por vezes surpreendente - por mais que repita parte do repertório -, tornando sempre nova a velha bossa, que burila sem parar em seu cadente violão.

Bastam apenas uma cadeira, um violão, dois microfones, um tapete e duas caixas de retorno para o cantor fazer um grande show. Sem emoções baratas. Sem cenários ou adereços. Às vezes há o risco de ele reclamar de algum incômodo, como fez no Carnegie Hall, em Nova York, em junho, por causa do ar-condicionado.

O show de João Gilberto no Auditório Ibirapuera poderá ser lançado em CD e DVD, como vem se cogitando. João mandou vir do Japão o engenheiro de som Ken Kondo e o diretor de palco Toshihiko Usami, com os quais vem trabalhando há cinco anos e gravaram com ele o CD mais recente, ao vivo em Tóquio, em 2004. Na ocasião, o público o aplaudiu por 25 minutos seguidos, o que foi tratado pela imprensa local como um fato histórico.

Além de Kondo e Usami, outros acompanhantes inseparáveis do cantor são os dois microfones - um para a voz, outro para o violão, ambos iguais - da marca austríaca AKG, modelo C414, que custam em torno de 2 mil cada um. No metiê musical, essa pequena jóia é conhecida também como JG, ou seja, "o microfone do João Gilberto". "São modelos antigos, desenvolvidos para estúdio, que sempre foram usados para gravar violão. Ele percebeu que esse combinava melhor com o tipo de som que ele estava procurando e passou a usar no palco", conta Pena Schmidt, que hoje é superintendente do Auditório Ibirapuera e trabalhou antes com João em outros lugares como o Palace.

Certa vez, em Los Angeles, Estados Unidos, o cantor ameaçou deixar na saudade 17 mil pessoas que lotavam uma casa de shows para vê-lo, porque os microfones eram de outra marca. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

João Gilberto . Auditório Ibirapuera. Parque do Ibirapuera, Portão 3. Hoje e amanhã, 21h. Ingressos esgotados.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG