João da Costa quer encontro com governador de Pernambuco

RECIFE - O prefeito eleito do Recife, João da Costa (PT), tenta agendar para esta semana o primeiro encontro oficial com o governador Eduardo Campos (PSB) visando discutir a acomodação do PSB em seu futuro governo. O petista revelou, nesta segunda-feira, que espera conseguir uma brecha na agenda administrativa do governador para reunir-se com o socialista até quinta-feira, já que no dia seguinte viaja à Brasília para participar de encontro nacional do PT. ¿Estamos esperando o governador voltar de alguns compromissos fora para combinarmos¿, revelou Costa.

Agência Nordeste |

Até agora o prefeito eleito e o governador mantiveram apenas conversas informais. Outro partido com o qual João da Costa quer discutir secretariado é o PCdoB. A exemplo do PSB, o prefeito eleito pretende agendar reunião com os comunistas até o fim da semana. Na última quarta-feira, o petista havia declarado que o PTB seria a primeira legenda a ser ouvida. O encontro foi marcado para acontecer entre amanhã e quinta-feira.

João da Costa e o prefeito João Paulo (PT) reuniram-se, ontem pela manhã, com o deputado federal e presidente estadual do PR, Inocêncio Oliveira, para viabilizar a liberação de emendas do Orçamento Geral da União do próximo ano para o Recife. Tratamos apenas das emendas, não se falou em cargos no meu governo, garantiu João da Costa, ressaltando que Inocêncio ficou de levar o pleito para os outros parlamentares pernambucanos proporem emendas.

Também participaram da conversa - ocorrida no gabinete do atual prefeito, João Paulo - o deputado estadual Alberto Feitosa (PR) e o secretário de Saneamento do Recife, José Marcos de Lima (PR), indicado por Inocêncio. O deputado Inocêncio tem prestígio em Brasília e pode ajudar, principalmente, garantindo a viabilização dessas emendas para dar continuidade às obras e projetos implementados na atual administração, salientou Feitosa.

Quanto à participação do PR em sua gestão, João da Costa informou que terá novo encontro em breve para tratar do tema com Inocêncio Oliveira. Estamos ajustando as agendas, comentou o petista.

O líder da oposição da Câmara do Recife, Daniel Coelho (PV), rechaçou qualquer possibilidade de mudar de lado e ingressar no arco de forças que sustentará a administração João da Costa, caso o PV decida aderir ao bloco governista. Não tem substância, meu trabalho sempre foi na oposição, destacou Daniel Coelho. Quando precisou ir à tribuna, durante a sessão de segunda-feira, o verde fez questão de marcar presença contra o governo petista.

As informações são do jornal "Folha de Pernambuco".

    Leia tudo sobre: transição

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG