João da Costa e Eduardo Campos acertam parceria entre a Recife e o Estado de Pernambuco

RECIFE - O governador Eduardo Campos (PSB) e o prefeito eleito do Recife, João da Costa (PT), conversaram, nesta quinta-feira, no Palácio do Campo das Princesas, sobre a continuação das parcerias administrativas entre as duas gestões. Tanto o socialista quanto o petista, que comemorava seu 48° aniversário, expuseram que o trabalho em conjunto é uma necessidade e o bom relacionamento PT/ PSB, construído durante a administração do prefeito João Paulo (PT), facilita o prosseguimento de ações com esse perfil.

Agência Nordeste |

Estivemos aqui com o governador para reafirmar a importância do PSB e do Governo do Estado na Prefeitura do Recife, disse Costa. No encontro, ainda ficou definido que o futuro vice-prefeito, Milton Coelho (PSB), que também esteve presente na ocasião, fará o papel de interlocutor entre os socialistas e a composição do novo governo municipal.

Contudo, apesar do encontro ter durado cerca de duas horas, ambos afirmaram que nenhum nome do PSB foi apresentado para ocupar pastas da gestão de João da Costa. Não falamos em ninguém do nosso quadro ainda. Essa negociação vai ser feita depois entre o prefeito e o Milton, que é presidente do partido, assegurou o governador, que também afirmou que a escolha dos secretários atenderá, primeiro, questões técnicas, o que foi confirmado de imediato pelo petista. Todos esperam que façamos uma gestão ainda melhor, com mais eficiência ainda. Então, precisamos compor tecnicamente (o secretariado), concluiu.

Sobre essa parceria entre Estado e Prefeitura do Recife, Eduardo adiantou que, nos primeiros 15 dias da nova administração petista, se reunirá oficialmente com João da Costa para discutir ações conjuntas para as áreas da Segurança e da Saúde. Será uma reunião mais técnica para definir pontos de atuação, revelou o governador. O futuro prefeito assegurou que os dois setores ganharão uma atenção especial durante sua administração. São duas questões que serão tratadas como prioridade, finalizou o petista.

Questionado sobre uma conversa de bastidores que revelaria a possibilidade do ingresso do vice-prefeito do Recife,  Luciano Siqueira (PCdoB), no governo como novo secretário de Saúde, Campos afirmou desconhecer tal comentário e que ainda não pensa em mudanças no quadro da sua gestão. O socialista desconversou e mudou o rumo da entrevista para a continuação da Transnordestina no Sertão pernambucano. Eduardo disse que esteve no Estado de São Paulo, na quarta-feira, para discutir questões relacionadas a conclusão de mais um trecho da rodovia.Falta apenas uma licença do Ibama para o início das obras entre os municípios de Salgueiro e Trindade, assegurou.

As informações são do jornal "Folha de Pernambuco".

Leia mais sobre: Recife

    Leia tudo sobre: recife

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG