João Buracão: ícone da saúde bucal do brasileiro? Por Marcelo Rezende São Paulo, 02 (AE) - João Buracão vem sendo consagrado como um dos personagens mais populares da mídia nacional. O boneco, que faz sucesso chamando atenção para a quantidade de buracos nas ruas, já chegou ao consultório dos dentistas.

O certo seria contratá-lo para mostrar a necessidade de se tapar os tantos buracos na boca da população. A cárie é sem dúvida um importante problema de saúde.

Se a saúde bucal do brasileiro não é encarada como prioridade em condições normais, a situação só deve piorar face à crise econômica. Estudo realizado em 2008 pelo Ministério da Saúde aponta que 58% da população não escova os dentes adequadamente.

Grande parte dessas pessoas corre o risco de encorpar o grupo daqueles que já não têm mais nenhum dente natural na boca, que chegam a 30 milhões. As cáries profundas podem desencadear uma dor de dente tão forte e latejante que o paciente se sente impossibilitado de trabalhar ou estudar. Nesses casos, geralmente é necessário tratar o canal.

A melhor forma de prevenir aqueles 'buracões' (grandes cáries) é escovar os dentes pelo menos duas vezes ao dia e enxaguar a boca quantas vezes for possível. Outra atitude importante é evitar doces, já que o açúcar aumenta os riscos de ter cáries. Muita gente, também, se alimenta de forma incorreta. Alguns passam tantas horas sem nada no estômago que acabam desenvolvendo mau hálito. Esse ciclo vicioso prejudica muito a saúde, favorecendo não só o aumento das cáries, mas inflamações da gengiva e em outros órgãos também. Por isso, a mudança de hábitos é fundamental e é aí que a popularidade de um João Buracão contribuiria bastante para alertar a população para a necessidade de prevenir cáries.

(*) Dr. Marcelo Rezende é cirurgião-dentista, especialista em implantes dentários, diretor da Smiling Dental Care (Manaus, AM), e membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética.

(**) O conteúdo dos artigos médicos é de responsabilidade exclusiva dos autores

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.