Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Jazz Festival Brasil começa hoje com destaques

Nem só de rock, pop e nomes da moda vivem os festivais. Sem muita badalação, mas com uma programação generosa para os fãs do estilo, começa hoje a 6ª edição do Jazz Festival Brasil.

Agência Estado |

O evento ocorre até quinta-feira e conta com Leroy Jones Quintet, Judy Carmichael, David Braid, Gunhild Carling e Iraki Anda The Louis Ambassadors. As apresentações, focadas no jazz clássico das décadas de 20 a 50, são no Bourbon Street. O Jazz Festival Brasil começa por São Paulo, mas ainda vai passar por Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Brasília, Aracaju, Recife e Belém.

É de se espantar como um gênero tão pouco difundido no Brasil consiga ocupar tanto espaço, não é? “Não. Tem público para o jazz aqui no Brasil, sim. E o mais impressionante é que nossas platéias estão sempre repletas de jovens. Para gostar de jazz não precisa de idade. Precisa gostar de boa música”, diz a organizadora do evento, Eduarda Gruppi. “O público vem se renovando e isso é importante para a música”, arremata.

No ano passado, o festival atingiu um público de 20 mil pessoas. A intenção da organização é popularizar o jazz e atingir um público 20% maior neste ano. O Jazz Festival Brasil tem como tradição destinar parte dos seus ingressos para jovens e pessoas de terceira idade participantes de programas sociais.

Para Eduarda, a grande atração desta edição é Leroy Jones Quintet, atração do dia 4. O trompetista que dá nome ao grupo nasceu em Nova Orleans e já acompanhou grandes figuras do jazz, como Harry Connick Jr. Outra aposta da organização é a pianista americana Judy Carmichael, também conhecida como ‘A Rainha do Stride’, estilo de tocar piano criado no Harlem durante a década de 20. No currículo de Judy, que toca hoje, também consta sua amizade com Tom Jobim.

Em São Paulo, os shows acontecem hoje, amanhã e quinta-feira, sempre às 21h, no Bourbon Street Music Club, que fica na Rua dos Chanés, 127, em Moema (Tel. 011 5095-6100). Os ingressos custam R$ 60. Como a capacidade da casa é de 400 pessoas, é bom não marcar bobeira. Para os não iniciados no gênero, é uma oportunidade rara. As informações são do Jornal da Tarde.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG