Jards Macalé lança novo CD com canções intimistas

Macao não é mais só para os íntimos. O apelido de Jards Macalé virou título de seu novo CD, lançado agora pela gravadora Biscoito Fino.

Agência Estado |

O disco nasceu a pedidos de amigos e de um antigo desejo de Macalé: fazer um trabalho inteiro apenas com voz e violão. “O violão está presente em todas as faixas. Mas, à medida em que o repertório foi se desenvolvendo, senti a necessidade de agregar também outros instrumentos. O que era para ser algo bem simples se tornou um misto de viola e orquestra”, diz. O resultado, assim como o intimista apelido, é um álbum confessional e diferente de todos os outros trabalhos de Jards.

“Fiz um roteiro com mais de 30 músicas e selecionei onze”, explica. O critério para a escolha baseou-se única e exclusivamente, diz ele, em seu gosto pessoal. “Resolvi começar ‘do começo’ regravando Farinha do Desprezo, faixa que abriu meu primeiro LP, em 1973. Gosto do que esta música diz.” Nesta nova versão, o compositor fez uso de quatro violões sobrepostos.

Sua vivência de bossa nova também está presente em duas faixas: Corcovado , de Tom Jobim, e The Archaic Lonely Star Blues , do próprio Jards. “Minha geração começa com João Gilberto. Foi nele que eu busquei as harmonias para fazer esta versão de Corcovado.” A canção saiu “a la Macalé”, como ele gostava de dizer, cortando a última sílaba de cada frase e terminando com a palavra “Corcovado” sem pronunciar o “Redentor”, do último verso. Para São Paulo, o compositor gravou Ronda , de Paulo Vanzolini. A faixa foi produzida por Moacyr Luz para um disco em que vários intérpretes homenagearam os 450 anos da cidade.

A surpresa fica por conta da regravação da francesa Ne Me Quitte Pas , de Jacques Brel. “Fiz questão de gravar em francês. Afinal, tinha de justificar o Anet do meu nome”, brinca. Jards revela que sempre gostou da música e realizou um desejo de muitos anos. “Para mim, essa canção é um ícone.” Este é o segundo álbum que Jards lança com a gravadora Biscoito Fino. O primeiro, 'Real Grandeza', foi lançado em 2005. As informações são do Jornal da Tarde.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG