Jantar de Lula com PMDB não terá ministros do partido

Os ministros do PMDB não foram convidados para o jantar que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva oferece hoje à cúpula do partido no Palácio da Alvorada. Apesar da ausência, a expectativa dos ministros políticos é a de que Lula não participe da campanha nem faça gravações para os programas de TV em favor dos candidatos do PT em capitais como Salvador e Porto Alegre, onde seu partido concorre no segundo turno com o PMDB.

Agência Estado |

O ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima (PMDB), que teve hoje uma conversa particular com Lula, no Palácio do Planalto, comentou com líderes do PMDB que acredita na isenção de Lula em Salvador, onde a disputa está entre o deputado Walter Pinheiro (PT) e o prefeito João Henrique (PMDB), candidato à reeleição.

Durante a reunião da bancada hoje do PMDB, que aprovou por aclamação o nome do deputado Michel Temer (PMDB-SP) para a presidência da Câmara, Geddel se encontrou com peemedebistas que participarão do jantar como os senadores José Sarney (PMDB-AP), Romero Jucá (PMDB-RR) e Roseana Sarney (PMDB-MA), a quem pediu que reforçassem a posição do partido no jantar.

Na conversa com Geddel, segundo senadores do PMDB, Lula teria garantido que não vai se envolver na eleição de Salvador, mesmo porque João Henrique e seu pai, o senador João Durval (PDT), sempre foram leais ao governo. Ou seja, politicamente não interessa ao presidente desagregar sua base de aliados em um momento de grave crise financeira internacional que terá reflexos no Brasil. "Eu não vou constranger o presidente Lula nem pedir que não grave para o programa do PT", disse Geddel aos jornalistas durante reunião da bancada do PMDB.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG