Jake Gyllenhaal diz que morte de Heath Ledger mudou sua forma de ver a vida

O ator Jake Gyllenhaal, companheiro de repartição de Heath Ledger em O Segredo de Brokeback Mountain, disse que sua forma de ver a vida mudou muito depois da morte do ator australiano.

EFE |

Gyllenhaal, de 29 anos, admitiu em declarações à revista "GQ" - parte delas publicadas hoje pela imprensa americana -, que antes focava todos os seus esforços em sua carreira, mas que a morte de seu amigo em janeiro de 2008 o fez mudar a maneira de ver as coisas.

Getty Images

Os atores Heath Ledger e Jake Gyllenhaal em 2006


"A vida é algo que não entendia totalmente. Acho que me dava medo. Tinha sucesso em meu trabalho, o suficiente gravar de vez em quando. Mas (após a morte de Ledger) me dei conta de que era só trabalho. E vi que o resto é o real", afirmou.

Ledger morreu em janeiro de 2008, aos 28 anos, em Nova York, em decorrência de uma overdose de remédios.

Ainda na entrevista, Gyllenhaal conta que terminou há poucos meses sua relação com a atriz Reese Witherspoon e que continua solteiro.

"Acho que é importante para cada homem encontrar a mulher adequada e que cada mulher encontre seu homem adequado. Quem sou eu para dizer que é o mais importante na vida? Eu não sei.

Principalmente em minha vida atualmente", afirmou.

O ator vive uma etapa de insegurança pessoal, o que não acredita ser algo negativo. "Estou me dando conta dos meus pontos fortes e das minhas fraquezas. Estou tentando decifrar quem sou", disse.

    Leia tudo sobre: cinemaheath ledgerjake gyllenhaal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG