Itamar defende Aécio em meio a críticas à política atual

Sempre em campanha pela candidatura de Aécio Neves (PSDB) à Presidência, o ex-presidente Itamar Franco (PSB) disse hoje que Deus colocou nas mãos do tucano a missão de colocar Minas de novo no comando da República e de restabelecer no Brasil os padrões de ética. Itamar foi o orador oficial da solenidade de entrega da Medalha JK, cerimônia que ocorre anualmente em Diamantina, na data de aniversário do ex-presidente Juscelino Kubitschek.

Agência Estado |

Itamar Franco não citou, em momento algum, o nome do presidente Luís Inácio Lula da Silva. Mas fez um discurso recheado de críticas ao cenário político nacional. Segundo ele, na atualidade, muitos tentam se comparar a JK, mas só fazem discursos vazios.

Nas palavras de Itamar, Diamantina, terra natal de Juscelino, era o cenário perfeito para que Aécio se inspirasse e se enchesse de vigor e fôlego para enfrentar a disputa. "Deus o predestinou para restabelecer no Brasil padrões de ética e moralidade", disse o ex-presidente que filiou-se recentemente ao PSB.

Aécio Neves, que encerrou a solenidade, deixou mais uma vez clara sua disposição para enfrentar a disputa. Segundo ele, o momento exige renovação da política nacional e novas soluções de gestão, dividindo decisões e responsabilidades. "Estado eficiente e ágil é uma aspiração da gente brasileira." Segundo ele, o País não pode continuar sendo "enganado por promessas vazias."

O governador informou que continuará percorrendo o País para discutir uma agenda pós-Lula. Nesta semana, ele deverá ir ao Maranhão e ao Pará. Depois, passará uma semana ocupado com compromissos fora do País. Mas retomará as viagens à região Norte tão logo retorne ao Brasil.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG