Italiano acusado de abusar da filha em Fortaleza é solto

A juíza Cristiane Maria Pinto Martins, da 10ª Vara Criminal de Fortaleza, autorizou nesta quinta-feira a liberdade provisória do turista italiano que foi preso em flagrante no dia 1º de setembro sob suspeita de abusar da filha de oito anos. O abuso teria ocorrido enquanto ele estava com a menina na piscina de um conjunto de barracas no Ceará.

Redação |

Para que o benefício não seja revogado, o turista não pode mudar de endereço sem comunicar as autoridades, não pode se ausentar por mais de 8 dias sem pedir autorização judicial e deve comparecer a todos os atos do processso. O casal e a filha retornariam à Itália na última quarta-feira, dia 2.

O italiano foi preso acusado de ter cometido "estupro de vulnerável", previsto no Artigo 217-A, da Lei 12.015, que entrou em vigor em agosto. Caso fique comprovado o abuso, a lei prevê pena de oito a 15 anos de prisão.

Um casal, que afirmou ter visto o italiano beijando a filha na boca e acariciando as partes íntimas da menina, já prestou depoimento. Segundo a delegada Ivana Timbó, chefe da Delegacia de Combate à Exploração de Crianças e Adolescente (Dceca), responsável pela apuração do caso, as informações prestadas foram muito veementes.

As duas testemunhas disseram que o italiano estava dentro da piscina com a filha e que as carícias feitas por ele na menina incomodaram várias pessoas que estavam na barraca.

A criança foi ouvida pela polícia na companhia da mãe, de uma psicóloga e de uma assistente social. A delegada Ivana disse que não identificou no depoimento dela elementos que possam incriminar o pai.

Leia também:

Leia mais sobre: abuso

    Leia tudo sobre: abuso sexualfortalezaitalianoturista

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG