Itabuna-BA registra mais 3 mortes suspeitas de dengue

Apenas entre ontem e a manhã de hoje, os hospitais de Itabuna, município localizado a 449 quilômetros ao sul de Salvador, registrou mais três mortes com suspeitas de terem sido causadas por dengue hemorrágica. Duas meninas, de 6 e 8 anos passaram mais de cinco dias internadas, mas não resistiram.

Agência Estado |

O mesmo ocorreu com Márcio Reis Santos, que estava internado havia uma semana no Hospital de Base. Agora, a família do jovem de 20 anos está preocupada com seu irmão gêmeo, Marcelo, que também apresentou os sintomas da doença no fim de semana.

Com as novas ocorrências, Itabuna passa a ter sete casos de morte supostamente causadas pela dengue hemorrágica sendo investigados, além de quatro confirmados. Segundo o secretário de Saúde do município, Antônio Vieira, a cidade já passou das 2.700 notificações de dengue. "Estamos fazendo todo o possível para conter o avanço", afirma.

Na semana passada, o governo do Estado enviou 30 leitos emergenciais para pacientes com dengue ao Hospital de Base e anunciou R$ 1,5 milhão mensais, por três meses, para as ações emergenciais de combate à doença. "Estamos fazendo 'faxinaços' por todo o município e promovendo ações de conscientização. Também estamos incentivando os estudantes a ir para a escola com calça cumprida e meia, já que a gente sabe que as pernas são o principal local de picada do mosquito." Segundo a secretaria, 80% das notificações da dengue no município são de crianças.

No Estado, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), são 13 os óbitos por dengue confirmados - um deles, de um menino de 5 anos, em Salvador. Também há 25 mortes sendo investigadas. Em todo o ano passado, foram confirmadas 15 mortes causadas pela dengue. Segundo a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep), da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), houve no Estado, entre o início do ano e o fim de fevereiro, 15.395 notificações da doença em sua forma clássica, 208% a mais do que no mesmo período do ano passado (4.995).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG