Irmão de Isabella negou ter visto ladrão, diz testemunha

Um morador do edifício London, de onde a menina Isabella Nardoni caiu e morreu em março, disse hoje ao juiz Mauricio Fossen que o irmão da garota, Pietro, de três anos, negou na noite do crime que houvesse algum ladrão no apartamento da família. Jéferson Friche contou à Justiça que estava em seu apartamento na noite do crime, desceu até o térreo, viu Isabella caída no jardim e algumas pessoas em volta dela gritando que um ladrão havia entrado no apartamento dos Nardoni e jogado a menina da janela.

Agência Estado |

Ele afirmou ter visto Pietro sozinho e chorando muito perto de uma porta de vidro perto da cena. O morador disse que, então, pegou o garoto no colo para acalmá-lo e perguntou: "Tinha ladrão na sua casa?", ao que o menino respondeu "Não". Em seguida, Jéferson contou à Justiça ter questionado a criança: "Você viu sua irmã caindo?". Pietro, segundo o depoimento de Jéferson, teria respondido: "Ela queria ver a lua, queria ver a casa".

Além de Jéferson Friche, depôs hoje à Justiça Christiane de Brito, que mora próximo ao edifício London. Ela disse ao juiz que ouviu uma pancada por volta da meia noite do dia em que Isabella morreu e deduziu que o barulho teria vindo de uma obra que fica nos fundos do prédio. As informações sobre a audiência foram passadas à imprensa por assessores do Tribunal de Justiça de São Paulo, que assistem aos depoimentos. A imprensa não pode entre entrar na sala.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG