Irã verifica visto de trabalho de jornalista da AFP detido

O procurador geral de Teerã declarou nesta sexta-feira que espera uma resposta das autoridades competentes sobre o visto de trabalho do jornalista da AFP Farhad Pouladi, detido na quarta-feira em Teerã, para decidir se ele será libertado ou não.

AFP |

"Em relação à autorização de trabalho deste jornalista, pedimos às autoridades competentes que nos respondam, e quando recebermos as respostas tomaremos uma decisão", indicou a agência oficial Irna, citando o procurador geral de Teerã, Abas Jafari Dulatabadi.

O promotor parece se referir ao ministério de Cultura e Orientação Islâmica, onde tramitam os vistos de trabalho dos repórteres.

A AFP continua sem notícias de Farhad Pouladi, de nacionalidade iraniana, que foi preso enquanto cobria uma manifestação pelo trigésimo aniversário do sequestro da embaixada dos Estados Unidos em Teerã.

Antes, Dolatabadi havia dito que as autoridades estavam investigando a prisão do jornalista.

Na quinta-feira, um diretor do ministério da Cultura e Orientação Islâmica afirmou que o caso de Pouladi estava "sendo examinado". "Talvez seja liberado sábado ou domingo", indicou então.

A AFP solicitou às autoridades iranianas a libertação imediata de seu jornalista e protestou contra sua prisão.

"Estamos preocupados com nosso jornalista. Continuamos sem saber onde ele está exatamente. Protestamos energicamente contra sua prisão e exigimos sua libertação sem demora", declarou na quinta-feira o diretor geral da AFP, Pierre Louette.

sgh/ap

    Leia tudo sobre: ir

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG