Irã liberta jornalista greco-britânico do Washington Times (chancelaria)

O Irã libertou neste domingo um jornalista greco-britânico que trabalha para o jornal The Washington Times, que havia sido preso nos recentes distúrbios de rua, informou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores iraniano Hassan Ghashghavi.

AFP |

O jornalista, "que trabalhava para um veículo da imprensa americana, havia sido detido por suas atividades contraditórias com o jornalismo e em relação aos recentes distúrbios de rua, mas foi libertado hoje (domingo)", declarou o porta-voz da chancelaria, citado pela agência oficial ISNA.

A embaixada da Grécia em Teerã indentificou o jornalista em questão como Iason Athanasiadis Foden, que possui dupla nacionalidade greega e britânica.

Segundo, Ghashghavie o repórter teve sua credencial de imprensa apreendida e foi libertado após a intervenção do embaixador do Irã em Atenas.

As autoridades iranianas anunciaram a detenção do jornalista no dia 23 de junho, em meio às fortes restrições impostas à imprensa devido aos protestos populares contra o resultado das eleições presidenciais.

Sem citar nomes, Teerã acusou a imprensa ocidental de atuar como "porta-voz dos agitadores". Os manifestantes denunciavam a vitória do presidente Mahmud Ahmadinejad, acusando-o de fraude.

Um jornalista canadense que trabalhava no Irã para a revista americana Newsweek, Maziar Bahari, também foi detido e continua preso. Segundo seu advogado, Bahari foi acusado de "ações contra a segurança nacional".

O correspondente permanente da BBC no Irã, Jon Leyne, foi expulso do país no mês passado.

fpn-jds/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG