IPT aponta três causas para acidente no Rodoanel

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT) anunciou hoje que o acidente com as vigas do Trecho Sul do Rodoanel, no dia 13 de novembro, foi causado por três fatores. Segundo relatório do instituto, a queda das vigas foi consequência do surgimento de uma força horizontal não contida pelo travamento adotado, tendo, como consequência, o deslizamento e tombamento das vigas, causando sua ruptura.

Agência Estado |

O IPT ressaltou que este fenômeno é resultado de três fatores: falta de horizontalidade das superfícies das bases de apoio; insuficiência de atrito na interface das vigas com as bases de apoio e falta de travamento adequado das vigas.

Para a realização do relatório, o Instituto avaliou aspectos como a ocorrência de sismos, ação de ventos e tempestades, qualidade dos materiais usados, tratamento para aumentar resistência das vigas, seu dimensionamento e procedimentos de instalação.

O IPT, órgão ligado ao governo do Estado, foi contratado por R$ 567 mil para elaborar o laudo sobre as causas do acidente. No dia 13 de novembro deste ano, três vigas de sustentação de um viaduto do Rodoanel desabaram sobre a Rodovia Regis Bittencourt, atingindo três veículos e deixando três pessoas feridas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG