Iphan cria a Casa do Patrimônio em Iguape (SP)

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) criou ontem, em Iguape, no Vale do Ribeira, a 209 km da capital, o primeiro centro de referência em patrimônio histórico do Estado de São Paulo. A Casa do Patrimônio, que funcionará em um casarão do século 19, vai formar e reciclar especialistas em restauração e conservação de monumentos, além de fazer pesquisas e manter um acervo de informações sobre os bens tombados.

Agência Estado |

O início do funcionamento está previsto para maio. De acordo com presidente do Iphan, Luiz Fernando Almeida, é mais um passo para o tombamento da cidade como patrimônio nacional, previsto para o segundo semestre. “Estamos finalizando o processo”, disse Almeida. Ele contou que, além de Iguape, deve ser objeto de tombamento federal a cidade de São Luiz de Paraitinga, no Vale do Paraíba.

Iguape tem um dos maiores casarios do período colonial ainda preservado do Estado. São cerca de 200 imóveis de interesse histórico ou arquitetônico, dos quais 64 já foram tombados pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Artístico Arqueológico e Turístico do Estado (Condephaat). Outros 50 estão em estudo para o tombamento estadual. Muitos foram construídos ainda no século 16, início da colonização, o que torna a cidade uma das mais antigas do Brasil. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG