Ipem suspende oficina que fraudava taxímetros em SP

O Instituto de Pesos e Medidas de São Paulo (Ipem-SP) suspendeu ontem o credenciamento de uma oficina que fraudava taxímetros na cidade, instalando os equipamentos em veículos sem alvará. Os chamados “táxis-geladeira” circulam com placas e taxímetros frios, geralmente de madrugada, quando a fiscalização do Departamento de Transportes Públicos (DTP) é menor.

Agência Estado |

Em 2008, os 100 fiscais da Prefeitura apreenderam 459 táxis clandestinos.

A fraude foi denunciada ontem pela Rede Bandeirantes e será investigada pelo Departamento de Trânsito de São Paulo (Detran-SP), que instaurou inquérito policial sobre o caso. A irregularidade começa já na compra do veículo. Segundo a reportagem, uma concessionária especializada na venda de táxis na capital orienta os interessados a instalar o luminoso, o taxímetro e a placa vermelha sem passar pelos órgãos fiscalizadores.

Ainda de acordo com a reportagem, o taxímetro era colocado, sem o consentimento do Ipem, na oficina Velo Táxi, localizada na Rua Walter Seng, na Vila Sônia. A empresa tinha autorização do órgão para fazer a instalação em veículos com alvará. Já o procedimento fraudulento tinha de ser agendado diretamente com o dono do estabelecimento, Homero Martins, e só podia ser realizado no fim da tarde para evitar flagrantes dos fiscais do instituto. O dono da oficina passou a tarde prestando esclarecimentos no Detran. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG