Investigação do voo 447 está próxima do fim, diz França

Os investigadores franceses disseram que estão próximos de compreender as causas do acidente com o voo 447 da Air France que caiu no oceano Atlântico, próximo a região da ilha Fernando de Noronha duas semanas atrás, com 228 pessoas a bordo. Entretanto, o diretor do Bureau de Investigação e Análises da França, Paul-Louis Arslanian, pediu muita paciência e que se olhe para os fatos ao invés de fazer especulações.

Agência Estado |

A aeronave Airbus 330 decolou do Rio de Janeiro no dia 1º de junho rumo a Paris.

"Considerando todo o trabalho feito até agora e tudo o que temos disponível, acredito que podemos estar próximo de nosso objetivo", disse Arslanian, encarregado da investigação técnica do desastre. "O objetivo é compreender o que aconteceu", afirmou durante entrevista no Paris Air Show. "Estamos fazendo de tudo e é muito difícil", observou, advertindo ser impossível prever as chances de sucesso da investigação. Até agora, 50 corpos foram recuperados por navios brasileiros e franceses. As caixas-pretas estão sendo procuradas. Arslanian ponderou que as condições nesta área remota do oceano são uma das mais desafiadoras já enfrentadas em uma investigação de acidente aéreo. As informações são da Dow Jones.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG