Internado em estado grave, Clodovil corre risco de morte, dizem médicos

BRASÍLIA - Os médicos do Hospital Santa Lúcia, em Brasília, informaram em coletiva de imprensa, nesta segunda-feira, que o estado de saúde do deputado Clodovil Hernandes é muito grave, com risco de morte.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

AE
AE

Clodovil na Câmara dos Deputados em Brasília

Clodovil sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico na madrugada desta segunda-feira, e foi levado às pressas para o Hospital Santa Lúcia, por volta das 8h, onde está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

"O quadro é muito grave e o risco de morrer é muito alto. É em cima dessa pequena possibilidade [de sobrevivência] que estamos trabalhando", destacou o intensivista Alan Ricardo Coutinho Ferreira. Os procedimentos foram feitos de maneira precoce para aumentar a possibilidade de recuperação.

Por volta das 7h, Clodovil foi encontrado caído em sua casa, por um assessor parlamentar. Ele foi levado ao hospital pelo serviço de emergência da Câmara dos Deputados em estado de coma. Segundo os médicos, na escala de 3 a 15, usada para qualificar a gravidade do coma (sendo o nível 3 o mais grave), Clodovil chegou ao hospital no nível 5.

Após uma tomografia craniana, a equipe detectou um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico extenso, no lado esquerdo. O sangramento foi profundo e em grande quantidade, explica Coutinho.

Clodovil foi submetido às 9h20 a uma drenagem, comandada pelo neurocirurgião Benício Othon, tendo o sangramento estancado. Até análise dos resultados obtidos com o procedimento, não está prevista outra intervenção.

Quanto às sequelas, os médicos disseram não poder avaliar. Nossa primeira preocupação é com a vida do paciente. Depois vamos pensar nas sequelas, completou Coutinho. 

Está prevista a divulgação de um novo boletim médico às 17h30 desta segunda-feira.

Caso anterior

Clodovil Hernandes foi internado ao menos três vezes nos últimos dois anos. Em 2007, ele teve um AVC, decorrente de uma piora de um quadro de hipertensão arterial sistêmica, e uma suspeita de dengue. Já em 2008, o deputado foi levado ao hospital novamente, por causa de uma embolia pulmonar.

Leia mais sobre: Clodovil Hernandes

    Leia tudo sobre: clodovil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG