Interior de São Paulo realiza 1º transplante cardíaco em criança

Médicos do Hospital de Base de São José do Rio Preto (a 440 km de São Paulo) fizeram nesta terça-feira o primeiro transplante cardíaco pediátrico do interior. Depois de seis horas e meia de cirurgia, uma equipe de 15 profissionais concluiu o transplante em Paulo César Dutra Rocha, de 1 ano e 8 meses, portador de miocardiopatia dilatada (coração maior que o normal).

Agência Estado |

Ele esperava havia quatro meses pelo órgão. A doadora foi uma menina de 1 ano e 3 meses, de Santa Fé do Sul, que estava internada desde 8 de fevereiro, quando sofreu traumatismo craniano ao ser atropelada.

O transplante foi um sucesso. Agora há mais uma opção para esse tipo de cirurgia no País. Até então, os pacientes tinham de ser enviados para as capitais, disse o chefe do Departamento de Cirurgia Cardíaca Pediátrica do HB, Ulisses Croti.

Segundo ele, o transplante não foi feito antes porque não havia doadores. Os pais precisam se conscientizar de que é importante fazer a doação. Precisamos de uma campanha nacional para isso, disse. Desde 2002, o hospital, realizou 2,3 mil cirurgias cardíacas infantis.

O garoto está bem e duas horas depois do transplante já respirava sem aparelhos. Segundo Croti, ele deve receber alta em menos de um mês. A previsão animou a mãe de Paulo, a dona de casa Gisele Dutra Oliveira.

Não aguentava ver meu filho ser mantido vivo a base de drogas para o coração. Agora vamos rezar para ele se recuperar logo e levar uma vida normal.

Chico Siqueira

    Leia tudo sobre: transplante

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG