Instituto ensina a fazer leite fortificado para pacientes com câncer

Em vez de esperar sentada por várias horas enquanto o marido passava por mais uma sessão de quimioterapia no Instituto do Câncer, Neuza dos Santos Souza, de 45 anos, participou de um curso de culinária no hospital. Com outras 14 pessoas, ela aprendeu a fazer um leite fortificado para ser consumido pelo marido.

Agência Estado |

O que, a princípio, pode parecer sem sentido, ganha lógica com o fato de que muitos portadores de câncer que passam por quimioterapia sofrem de desnutrição.

Os efeitos colaterais das sessões provoca enjoos, diarreias, náuseas e perda de apetite. “Esses efeitos indesejados contribuem para a perda de peso”, diz a gerente de Nutrição do Instituto do Câncer, Suzana Lima. Daí veio a ideia de passar aos acompanhantes a receita desse leite fortificado, a ser ingerido pelos pacientes. O modo de preparo é simples e leva dois ingredientes: leite integral e leite em pó desnatado. A mistura pode ser tomada pura ou em qualquer receita que normalmente leve leite.

Anteontem, durante o primeiro curso, além do modo de preparo, os participantes aprenderam a utilizar o leite fortificado no purê de batata, milk shake e mingau. A nutricionista diz que a receita foi criada pelo Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos. Suzana explica que a receita, apesar de simples, tem grande potencial proteico e calórico - ideal para pessoas que comem pouco ou nada. Segundo a nutricionista, 250 ml de leite integral têm cerca de 145 kcal e 7,6g de proteína.

Adicionando o leite em pó desnatado, a quantidade de calorias aumenta três vezes (para 495 kcal) e, de proteínas, cerca de cinco vezes (para 40,6 g). “O interessante é aumentar seu potencial nutritivo num pequeno volume.” Segundo a nutricionista, outros cuidados devem ser tomados com pacientes que passam por quimioterapia com problemas alimentares. “Existem orientações específicas para cada situação.” Por exemplo, quem apresenta feridas na boca (mucosites) deve evitar alimentos ácidos. Os que sofrem de náuseas e vômitos podem deixar de lado comidas sólidas e dar preferência alimentos menos consistentes - como sopas e mingaus - e em menor quantidade.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG