Instituto do Câncer de SP completa um ano com 100 mil atendimentos

O Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira, ligado à Secretaria de Saúde do Estado e à Faculdade de Medicina da USP, completa um ano de funcionamento hoje, somando 100 mil procedimentos acumulados. O instituto foi criado para ser o maior hospital especializado em câncer da América Latina.

Agência Estado |

Segundo informações da secretaria, hoje, cerca de seis mil pacientes com diagnóstico de câncer são atendidos mensalmente.

Com as alas de internação e cirurgia ativadas no segundo semestre do ano passado, até dezembro foram contabilizados 28.431 atendimentos ambulatoriais, 52 cirurgias, 187 internações em enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva, 14.657 sessões de quimioterapia e 13.836 exames de imagem, incluindo ultrassonografias, raios-X, tomografia computadorizada e mamografia. Em 2009, a capacidade de atendimento foi ampliada e, nos três primeiros meses, foram realizados mensalmente 4.680 atendimentos ambulatoriais, 348 admissões em enfermaria e UTI, 128 cirurgias, 1.818 sessões de quimioterapia e 3.171 exames de imagem.

O hospital está em expansão e deve ganhar neste ano um centro de diagnóstico por imagem de câncer do Brasil, de acordo com informações da secretaria. As salas de laudo serão ampliadas. No Parque Radioterápico, já em construção, sete bunkers subterrâneos abrigarão um aparelho de tomografia computadorizada de simulação, seis equipamentos de radioterapia e um de braquiterapia, técnica pela qual o material radioativo é colocado diretamente em contato com o tumor. Para o centro de diagnóstico por imagem e o parque radioterápico, a Secretaria de Estado da Saúde investirá cerca de R$ 55 milhões.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG