Inspetor é capturado por traficantes em favela do Rio

Um inspetor da Polícia Civil foi sequestrado ontem à noite por traficantes da favela Cavalo de Aço, na zona oeste do Rio de Janeiro. Ele foi capturado depois que seu carro quebrou em uma avenida próxima.

Agência Estado |

Testemunhas avisaram a polícia e houve intensa troca de tiros. Duas mulheres ficaram feridas e Clécio Martins Ferreira, lotado na delegacia de Campo Grande (35.ª DP), acabou libertado.

O inspetor foi cercado por oito homens quando tentava consertar o carro. Ele foi revistado e identificado como policial, depois que os criminosos encontram sua pistola. O policial se recusou a ir para a favela. Ele foi, então, agredido com coronhadas e chutes e arrastado. Durante cerca de uma hora, o inspetor foi submetido a uma espécie de tribunal, acusado de participar de milícias. Com a movimentação da polícia, Ferreira acabou liberado. Ele foi levado de moto até o local em que estava seu carro.

Alertado por uma denúncia anônima por telefone, agentes do 14 º Batalhão da Polícia Militar (Bangu) seguiram para a favela com o veículo blindado, chamado de "caveirão". Houve tiroteio. Marciléa Tavares da Silva, de 25 anos, levou um tiro no abdômen e Valdecir Andreia da Silva, de 58 anos, foi baleada na coxa esquerda. Marciléa foi operada no Hospital Albert Schweitzer e Valdecir teve alta depois do atendimento.

Ferreira também precisou de atendimentos médicos. Ele ficou ferido na cabeça por causa das coronhadas e foi medicado no Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes. O caso foi registrado na Delegacia de Campo Grande, onde o inspetor trabalha.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG