Inspeção veicular ainda encontra resistência entre motoristas, diz especialista

BRASÍLIA - A inspeção veicular, obrigatória para carros de passeio em São Paulo desde 2008, ainda encontra resistência e é rejeitada pela maioria das motoristas, segundo avaliação feita pelo supervisor de inspeção e atendimento ao cliente da Controlar, empresa detentora do serviço em São Paulo, Michel Santos.

Agência Brasil |

Ele participa da Mostra Nacional Ambiental, promovida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em Brasília. Um carro equipado com instrumentos de aferição está à disposição do público para demonstração e testes.

De acordo com o inspetor, é fundamental que os motoristas se conscientizem sobre a importância de aderir à inspeção veicular que mede, entre outros itens, os índices de emissão de monóxido de carbono. Para ele, o medo dos condutores quanto à eventual reprovação em uma das etapas da aferição também atrapalha.

Esse trabalho não é para a gente [motoristas], é para os nossos filhos, para as gerações futuras. Do jeito que está, o planeta não aguenta [a emissão de gases poluentes], avalia.

Michel Santos assegura que a inspeção veicular não tem caráter punitivo, já que é feita apenas a medição dos índices. Ele alerta, no entanto, que, em caso de reprovação, não é possível obter o licenciamento do veículo, sem o qual os motoristas passam a estar sujeitos a sanções previstas em lei. O porte do certificado de aprovação não é obrigatório, mas é necessário ter o adesivo fornecido no ato da inspeção em local visível, no para-brisa do automóvel.

Durante a Mostra Nacional Ambiental, o servidor público Marco Polo Barbosa teve o carro aprovado na simulação de inspeção veicular. Isso significa que o automóvel dele está com os índices de emissão de monóxido de carbono (CO), de diluição da mistura ar e combustível e da liberação de hidrocarbonetos dentro dos índices aceitáveis, para o veículo em marcha lenta e acelerado, conforme resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). Marco Barbosa garante que não teme a inspeção veicular, pois participa continuamente de ações voltadas à preservação do meio ambiente.

Em São Paulo, os proprietários de carros modelos 2003 a 2008 são obrigados a fazer a inspeção do veículo para obtenção de licenciamento. Cerca de 1,5 milhão de motoristas já passaram pelos procedimentos desde o início da obrigatoriedade da medida para carros de passeio, em 2008. A frota na capital paulista é estimada em 6 milhões de automóveis. Destes, cerca de 3 milhões são modelos fabricados entre 2003 e 2008, segundo estimativas da Controlar.

A partir de 2010, todos os motoristas de São Paulo terão que passar pela inspeção. Em cidades brasileiras com mais de 3 milhões de condutores, a inspeção veicular também será obrigatória.

A Mostra Nacional Ambiental - Caminhos da Sustentabilidade - é realizada em Brasília até amanhã (7), no edifício sede do Ibama, em Brasília. A programação reúne atividades educativas, culturais e esportivas. O evento é gratuito.

    Leia tudo sobre: inspeção veicular

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG